Secretaria de Cultura no Twitter  Secretaria de Cultura no YouTube  Secretaria de Cultura no Facebook

Revista 

nuvem de tags

brasil-colonial   casa-franca-brasil   e-a-v   enrica-bernardelli   missa   mozart   ocupacao-climax   praca-da-apoteose   regina-duarte   velho

nuvem de tags
Notas

O cinema do Rio Grande do Sul é homenageado no CCBB. Com 14 longas e 28 curtas lançados a partir de 2000, a Mostra Polo Audiovisual – MOPA acontece de 19/11 a 01/12, no CCBB Rio.

19/11/2014


Até 16/11, de 20h às 23h, acontece o 1º Festival da Canção de Vassouras, no centro da cidade, com premiação para o 1º, 2º e 3º lugar, além de melhor intérprete e música mais popular.

14/11/2014


Nos dias 15 e 16/11, às 16h, a Casa Daros apresenta a mostra gratuita Cinema Novo no Parque Lage, com exibição de Macunaíma e Terra em Transe. Distribuição de senhas uma hora antes na recepção.

14/11/2014


A peça Makunaíma, o Outro estreia no dia 20/11, às 19h30 no CCBB, pondo no palco uma divindade indígena mágica e transformadora. R$10 (inteira) e R$5 (meia). Até 18/1.

14/11/2014


todas as notas

O mundo em fotografia

Renomada exposição de fotojornalismo chega ao Rio de Janeiro

Matérias 10.06.2014 deixe aqui seu comentário

Refugiados do conflito sírio ficam em abrigos improvisados na quadra esportiva de uma escola abandonada em Sófia, na Bulgária.

Refugiados do conflito sírio ficam em abrigos improvisados na quadra esportiva de uma escola abandonada em Sófia, na Bulgária.  (Crédito: Alessandro Penso)

Estudantes albinos cegos em um dormitório na Vivekananda Mission School, um colégio interno para cegos, em Bengala Ocidental, na Índia.
Imagem ganhadora fotografada na costa de Djibouti.
Vítimas são encontradas entre os escombros, no dia seguinte ao desabamento do edifício Rana Plaza, em Savar, Bangladesh.

O encontro dos maiores fotojornalistas do mundo tem data e local marcados. A Caixa Cultural Rio de Janeiro recebe a partir desta terça-feira, 10/06, a prestigiada exposição World Press Photo 2014 (WPP), até 12/07. São 143 fotos vencedoras do concurso internacional de fotojornalismo divididas em categorias como política, economia, esportes, cultura e natureza.


A organização independente chega a sua 57ª edição com 53 profissionais de 25 países. A fundação tem sede em Amsterdã, mas segue com mostra itinerante por cem cidades em 45 países. O Rio será o único lugar do Brasil a receber esta edição.


O prêmio principal foi para foto Signal, clicada pelo norte-americano John Stanmeyer na costa do Djibouti, no nordeste da África, para a National Geographic. Na foto, migrantes africanos procuram a rede de celular da Somália. Djibouti é um ponto de parada de pessoas vindas de países como Etiópia, Eritréia e a própria Somália, em busca de uma vida melhor na Europa e no Oriente Médio.


Para Jillian Edelstein, membro do júri, a imagem se caracteriza por ser sofisticada. “É poderosamente matizada. É feita tão sultilmente, tão poética e, no entanto, está carregada de significado, transmitindo assuntos de grande gravidade e preocupação no mundo de hoje.” Dentro das categorias o público tem a chance de acessar outros mundos através do olhar dos fotógrafos.


Em Retrato Posado, estudantes albinos cegos no dormitório do colégio interno Vivekananda Mission School, na Índia, se revelam pelas lentes de Brent Stirton, da África do Sul. Refugiados do conflito Sírio em abrigos improvisados na quadra esportiva de uma escola abanonada em Sófia, na Bulgária, foram fotografados pelo italiano Alessandro Penso. Na categoria Esportes, o atleta Pablo MacDonough teve sua queda eternizada pelo fotógrafo argentino Emiliano Lasalvia, em uma partida do Open de Polo no país.


Estes e outros momentos foram selecionados por um júri composto por editores de imagens, curadores, fotógrafos e crísticos de fotografia. Ao todo, foram quase 99 mil trabalhos avaliados de 5.574 fotógrafos de 132 países. O fotógrafo brasileiro da revista National Geographic Luciano Candisani, integrante do júri internacional da edição, acredita que o WPP é um dos intrumentos mais poderosos de incentivo à fotografia documental.


“Além de difundir o melhor do jornalismo fotográfico, a mostra ajuda a ampliar a difusão dos principais temas da atualidade. Nós seguimos o critério de identificar as imagens que, a um só tempo, chamam atenção pelo conteúdo e estética, e encantam tanto quanto informam”, conclui.   


Colaboração de Yzadora Monteiro



 indique para amigo         versão para impressão

 permalink

Compartilhe:   facebook   twitter   orkut   delicious   digg   technorati   google   stumbleUpon


tags

world-press-photo-2014

wpp

fotografia

fotojornalismo

caixa-cultural

comentários

Não há comentários até o momento.


* campos obrigatórios














500 caracteres restantes


Digite os caracteres que aparecem na imagem abaixo:

Verificação