Secretaria de Cultura no Twitter  Secretaria de Cultura no YouTube  Secretaria de Cultura no Facebook

Teatro Armando Gonzaga

Um teatro na zona norte do Rio que estimula a expressão artística da comunidade e oferece cursos em várias áreas. Este espaço pertence à Secretaria de Estado de Cultura.

Sobre

Fachada do teatro
mais fotos

Apresentação



Situado no bairro de Marechal Hermes, zona norte do Rio, o Teatro Armando Gonzaga oferece diversos espetáculos e desempenha função bastante ativa em fomentar expressões artísticas da comunidade, proporcionando cursos de teatro, dança e vídeo.

Ao longo de seus 59 anos, artistas consagrados como Procópio Ferreira, Tarcísio Meira, Glória Menezes e Fernanda Montenegro mostraram seu talento no Armando Gonzaga.

Em 1981, após uma das reformas do teatro, o projeto Fim de Tarde chegou à região promovendo encontros entre expoentes da MPB. O público lotava o teatro para ver atrações como João Bosco, Joyce e Nelson Cavaquinho. A programação incluiu ainda Nana Caymmi, Cláudio Nucci e Johnny Alf; Wilson Moreira, Ney Lopes, Sandra de Sá e Geraldo Azevedo; Tânia Alves e Rogéria, entre outros.

A dança também integrou fortemente a programação do Teatro Armando Gonzaga, com circuitos e mostras de companhias de balé.

Em junho de 2008, o professor de história Ignácio Neto assumiu a direção do teatro. Uma das características de sua gestão é a revitalização do espaço através da inclusão de produções locais na programação e da busca por intercâmbio com espetáculos de outras regiões.

Nomeado em homenagem ao grande autor de comédias, hoje o Teatro Armando Gonzaga é uma importante opção de lazer e cultura na zona norte da cidade. Este espaço pertence à FUNARJ / Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro, vinculada à Secretaria do Estado de Cultura.

História

O Teatro Armando Gonzaga foi inaugurado em 19 de abril de 1954 pelo então prefeito da cidade, na época ainda Distrito Federal, Dulcídio do Espírito Santo Cardoso. O nome do teatro foi uma homenagem ao jornalista e dramaturgo Armando Gonzaga.

Célebre autor de comédias de costumes na primeira metade do século XX, no Rio de Janeiro, Armando participou da chamada 'Geração Trianon', ao lado de Viriato Corrêa, Gastão Tojeiro e Oduvaldo Vianna. Sua obra, na maioria comédias leves, tinha como temática conflitos familiares, costumes cotidianos e situações envolvendo personagens tipicamente cariocas. Entre seus textos, destacam-se Cala a boca, Etelvina! e O Ministro do Supremo.

O prédio tem projeto arquitetônico de Affonso Eduardo Reidy, jardins de Burle Marx e painéis laterais de Paulo Werneck. O tombamento do teatro foi realizado pelo INEPAC (Instituto Estadual de Patrimônio Cultural) em 1989.

Na década de 70, o teatro integrou o grande circuito de espetáculos, apresentando na zona norte sucessos de público e crítica como Um edifício chamado 200, de Paulo Pontes, com Milton Moraes e José Renato no elenco, e Dois perdidos numa noite suja, de Plínio Marcos. Nos anos 80, o espaço foi parada obrigatória de famosos humoristas, entre eles Costinha, Cole, Carvalinho, Nádia Maria, Dercy Gonçalves e Nick Nicola.

Após as obras de reforma de 1979/80, Moreira da Silva e Kid Morengueira comandaram a festa de sua reinauguração, em abril de 1981. Em 1986 o prédio foi reformado novamente e suas dependências modernizadas, proporcionando mais conforto tanto para atores quanto para o público. Em 2008 o teatro sofreu sua reforma mais recente, com recuperação de todo telhado, troca das poltronas e pintura externa.

O teatro já teve à frente de sua direção jornalistas, professores, produtores, carnavalescos, atores e diretores teatrais, entre eles Augusto Soares, Mario de Oliveira, Marcio Mendes Antonio, Luis Claudio, Locately de Barros, Zenaide Silva, Selma Monteiro e João Rachid. A atual diretora do teatro é Leo Bezerra.

EQUIPE

Diretor
Leo Bezerra

Assistente Administrativo
Gláucia dos Santos Aragão

Agente administrativo
Celio Luiz Santoro Mendes

Auxiliar
Alda Miranda

Técnico de palco
Ismael Martinusso

Assistente de Palco
José Leandro Santos/Alaor Squiva

Técnico de som:
Anderson Silva

Eletricista de manutenção
Marcelo Amaral Nunes

Portaria
Umberto Dantas de Paula
Flávio Thadeu Donato

Recepcionista
Maria da Glória dos Santos/Nilton da Silva Nascimento

Bilheteria
Sérgio Luiz Cáglia

SERVIÇO

Como chegar

Ônibus:
Várias linhas passam próximo ao teatro, entre elas 378 / 653 /624

Trem:
O teatro é localizado próximo a estação Marechal Hermes, da SuperVia

Ingressos

Vendas antecipadas:
Na bilheteria do Teatro Armando Gonzaga (pagamento em dinheiro e cartão) ou no site compreingresso.com

Acessibilidade

É adaptado para portadores de necessidades especiais.